Friday, July 17, 2009

Con_fundidos no mesmo miado...


O inaudível faz aspas em teu nome
Alguma coisa quer tocar
Para além da cortina da madrugada
Palavras mudas atravessam o espelho
Meu olho dentro de outro
Fala o que ninguém pode escutar

[Enquanto o gato na janela fareja o mundo]

Eu felin[i]a[na]mente tua arranho o céu e parto
Pulo os muros abs_traio a noite [no faro]
Como quem dança na corda bamba do tempo
Desejo-desatino-dedos-dentro
Desenham elipses-eclipses-clave de sol sobre o luar
E a pele nua nos lençóis de papel

[As naus das mãos enfrentando os maremotos de seda]

O oceano do teu corpo invadindo minha ilha
E o naufrágio no sol de sal do paladar
No breu estrelado da boca
A via-láctea de tua língua é um desvio
A lamber a mucosa rubra da noite
A via-tátil entre os a_pelos do açoite

[E eu a beber todo o mar da paisagem feita de carne]

Toda a vida aqui dentro
[Enquanto o gato cúmplice já esqueceu lá de fora]

Con_fundidos no mesmo miado...

(Raiblue)


Madrugada de 11 de Julho de 2009

3 comments:

ruas e avenidas said...

Passei aí para deixar um beijo e saudades. Tenho mais uma vez iniciado a intrigante tarefa de postar meu trabalho. Faz uma visita:
http://www.ileumacasadeideias.blogspot.com/

bjs,
Sander

ruas e avenidas said...

oi passei aqui para deixar um beijo e saudades. Mais uma vez estou nessa intriga na postagem dos meus ensaios, visite-me de casa nova:
http://www.ileumacasadeideias.blogspot.com/

Patipetista said...

oro vir aqui...
Claro que muitas e muitas vezes correndo...
Hoje Lulu está comigo, causou...
queria ficar a brincar com o Bichano e não me deixava postar !
[:D]
beijokas muitas