Tuesday, April 21, 2009

Nau frágil



Chovo.
A alma transborda
Sobre o corpo
Nau frágil

Naufrago em mim...
A poesia emerge
Do fundo azul

Estou salva.

(Raiblue)

2 comments:

samuca santos said...

meu raio de sol,
esta beleza de poema vai para o bloguinho...
tcheros

samuca santos said...

está aí?
quero este belo texto no meu bloguinho... posso?
ah, raiozinho, cê faz falta.